Tutora: Juliana Antunes (Baronesa)

Dia 27/11| 10h às 17h30

Lab MIS

Como realizar filmes de baixíssimo orçamento no cinema sendo mulher em um Brasil cada vez mais distópico. Resistir e existir no campo e extracampo a partir de um cinema de invenção.

JULIANA ANTUNES

04_JulianaAntunes

Nascida no interior de Minas Gerais em 1989, formada em Cinema e Audiovisual através do Centro Universitário UNA (Belo Horizonte, 2013). Sócia-fundadora da empresa produtora VENTURA, estreou na direção e roteiro com o longa-metragem Baronesa, lançado nas salas de cinema brasileiras pela Vitrine Filmes e vencedor da Mostra Aurora no Festival de Tiradentes 2017, selecionado para a competitiva internacional do 28º FIDMarseille (França), onde recebeu três prêmios, incluindo o de melhor filme pelo júri popular além de outros prêmios internacionais por “melhor filme” como Havana, Mar del Plata, Indie Lisboa e Fic Valdívia e já conta com 25 prêmios, sendo 13 internacionais. Baronesa circulou por mais 70 festivais e foi eleito “a melhor opera prima” de 2017 através do site “La internacional cinefilia” de Roger Koza. Escreveu e dirigiu o curta-metragem Plano Controle – que esteve presente no 51º Festival de Brasília (melhor montagem e melhor ator coadjuvante). Neste momento, Juliana está em pré-produção do seu novo trabalho, a série Mulher-Periferia e está desenvolvendo o projeto de seu segundo longa-metragem, o road movie Bate e Volta Copacabana, projeto selecionado para participar do VENTANA SUR (Buenos Aires, Argentina – 2017), vencedor do 8º Brasil Cinemundi (Belo Horizonte, Brasil – 2017) e do 3º Lob Labo (Mar del Plata, Argentina – 2017).

INSCREVA-SE